sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Idoso da PB compra 10 iPhones pela internet, mas recebe coco e refrigerante...

Produtos vieram na caixa via Sedex

O diabo é quem confia
Em tudo que alguém promete
E nessa onda de site
Não queira fazer um frete
Se fosse eu não faria
E o diabo é quem confia
No diabo da internet

Esse idoso descolou
É melhor arrancar toco
Do que ser ludibriado
Como conversa de moco
Querendo ouvir qualquer nome
Ele pediu um iphone
Veio refrigerante e coco

Essa aí é de lascar
A beirada da bacia
Ele que já prestou queixa
Queixa na delegacia
Tinha pagado oito mil
E o que ele comprou sumiu
Ficou naquela agonia

Ele com setenta anos
Velho e já aposentado
Na terra de João Pessoa
Ele foi ludibriado
Veio um refrigerante choco
E pra pesar veio um coco
Vejam que povo safado

(Lalauzinho de Lalau)

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Nesse domingo que vem...


Nesse domingo que vem
Vai ter eleitor votando
Gente ruim roendo as unhas
Outros sorrindo e pulando
Dizendo assim: ainda bem
Nesse domingo que vem
Vai ter muita gente chorando

Nesse domingo que vem
Logo após a eleição
Vai ter vitória pra uns
Pra outros tem confusão
Vamos ver gente sorrindo
E a outra parte fugindo
Depois dessa apuração

Depois dessa apuração
 Vamos ver quem é que tem
Palavras caluniosas
Muita tristeza também
Calúnia e difamação
Certeza e decepção
Nesse domingo que vem

(Lalauzinho de Lalau)

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Parabéns Antonio Francisco...



Hoje é o seu grande dia
E aqui o meu verso vem
Bater palmas pra o poeta
Que tanto a gente quer bem
Poeta humilde e arisco
Valeu Antônio Francisco
Aceite os meus parabéns

Despido de vaidade
E vestido de alegria
Simples como um pingo D água
  Vive pela a poesia
Nosso amigo e nosso irmão
Desejo de coração
Parabéns pelo o seu dia

(Lalauzinho de Lalau)

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Estamos querendo paz...


Com tanta guerra no mundo
Morte na beira do cais
Nas calçadas, nas vielas
Nas manchetes dos jornais
O mundo inteiro chorando
Tanta criança gritando
Estamos querendo paz

O amor está instinto
Coisa que não se ver mais
O carinho está em falta
Uma falta que tanto faz
A boca da arma berra
É o mundo em pé de guerra
Estamos querendo paz

A falta de oração
Prejudica muito mais
As famílias, as pessoas
De quem sempre leva e trás
Buscando um amanhecer
Pra poder sobreviver 
Estamos querendo paz

(Lalauzinho de Lalau)

sábado, 18 de outubro de 2014

Campanha é a de mais baixo nível nesse segundo turno...



Cada debate é assim
Um pouco de ironia
Porque você não fez isso?
Se fosse eu, eu fazia.
Com a verba de gabinete
Aí começa o cassete
Uma tremenda baixaria

Fulana porque você
Parou a transposição
Fulano porque você
Empregou o seu irmão 
Seu partido deu o cano
Isso é historia de tucano
Pra ganhar a eleição

 E ai vai baixando o nível
Mostrando um pouco da manha
Um bate o outro rebate
Um sacode o outro apanha
O outro aumenta a pressão
Fazendo uma acusação
 Tudo em época de campanha

Faz mais de quarenta anos
Que o meu estado balança
E ainda aparece gente
Pensando que eu sou criança
Dizendo: fulano é ruim
Se você votar em mim
Eu vou trazer a mudança

Estou rindo ate agora
Isso é muita hipocrisia
Campanha de baixo nível
De péssima categoria
Só existe acusação
E esquece que o cidadão
Não gosta de baixaria

(Lalauzinho de Lalau) 

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Dilma Rousseff passa mal ao dar entrevista ao vivo após debate no SBT...


A nossa Dilma Rousseff
Candidata à reeleição
Participou de um debate
Dentro da televisão
Mostrou seu potencial
Depois ela passou mal
Pode ter sido a pressão

Ela que é a candidata 
Que representa o PT
E já no segundo turno
Ela quer se reeleger
 Já andou mais que o normal
E agora ela passou mal
Em entrevista a TV

No SBT ao vivo
Ela foi entrevistada
Logo depois do debate
Ficou bastante cansada
Pregou seu vocabulário
E a pressão do adversário
Deixou Dilma agoniada

É o corre corre político
Em época de eleição 
São essas falsas pesquisas
Encontro mais acordão
Que deixa o nosso político
Chorando e fazendo bico
Passando mal com a pressão

(Lalauzinho de Lalau)

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Uma ideia norte americana faz surgir em Mossoró um projeto bacana de incentivo a leitura, uma mini biblioteca em forma de casa foi montada na calçada do grande poeta Antonio Francisco e leva o nome do poeta Lalauzinho de Lalau...



Eu fiquei lisonjeado
Quando vi a estrutura
Gravado meu nome nela
Assim de uma forma tão pura
Ideia desse poeta
Uma mini biblioteca
Incentivando a leitura

Na Rua Antônio Delmiro
É disponível toda hora
Leve e traga ou traga e leve
Vá lendo de mundo afora
Leia sem fazer parada
Depois volte pra calçada
Na casa que Antônio mora

É lá que fica o projeto
É lá que fica a cultura
É lá que tem poesia
Cordel e literatura
Escolha um livro pra ler
Depois venha devolver
Incentivando a leitura

Antônio grande poeta
Venho aqui lhe agradecer
Trazendo uma leitura certa
Porque gosto escrever
Eu amo a literatura
Vou fazer uma leitura
Levando um livro pra ler

Por isso que venho aqui
Ligeiro como um corisco
Trazendo esse meu repente
Pra esse poeta arrisco
Eu vim aqui pra dizer
O quanto é importante ler
Valeu Antônio Francisco

(Lalauzinho de Lalau)